-

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Encantos em versos, em cantos inversos



Botei algumas gotas de inocência no coração
até enxergar o colorido do nosso sabor escondido.

Tudo de belo que encobre nossos sonhos
vive por me abandonar as palavras certas
e me deixar caçando modos
de dizer sorrisos e encantos
por todos os nossos cantos e versos.

Seria uma só invenção escrever sobre o amor
o amor não se escreve, se vive
não se explica, se desexplica
não se põe no papel, se grava no peito.

Eu desenho o carinho
que a ternura amortece
nos espaços pulsantes
dos nossos abraços macios
e revelo o aconchego
de cada silêncio adormecido
no encontro dos olhares embriagados de prazer e doçura.

Ao apalpar nossas profundezas
surgiu em nós uma espécie de simplicidade estonteante
que chega a desnortear esse nosso embaraço.

Quando desejo expressar o que não pode ser dito
eu faço poesia revelando sentimentos inefáveis.


8 comentários:

  1. Basta um olhar, ou uma poesia, que eu já capto o sentimento inefável que se esconde por trás destes olhos, ou destes versos...

    Muito obrigado!

    Te amo muito...

    P.S.: Agradecer é até um insulto a estes versos, mas mesmo assim eu o faço.

    ResponderExcluir
  2. E se não fosse por amor...sobre o que escreveríamos?

    Escreveríamos?

    ResponderExcluir
  3. olá,


    Belas palavras e "gotas de inocência".
    Abraços,

    Gustavo

    ResponderExcluir
  4. Belo post!!!

    Belo blog,gostei daqui... VOltarei mais vezes...

    Convido vc a conhecer meu trabalho (poesia, musica, teatro)

    Ficaria muito feliz!

    http://mailsonfurtado.com

    ResponderExcluir
  5. Oi gostei muito do seu blog é lindo de viver to seguindo bjooooo.

    ResponderExcluir
  6. Amor. Poesia. Sinônimos.

    Post lindo!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails